Calendário vacinal- Alterações para 2014

PNI: Posicionamento para 2014

1-ROTAVÍRUS 
Foi decidido estender os prazos limites máximos para aplicação da vacina monovalente (Rotarix) para:
1ª dose- 3 meses e 15 dias.
2ªdose- 7 meses e 29 dias.

2- VARICELA
Entrada da vacina contra varicela no Programa Nacional de Imunização aos 15 meses, sendo adotada a vacina combinada
tetravalente viral (SCRV) contra saram po,caxumba,rubéola e varicela. O esquema de vacinação ficará então:
12 meses- SCR
15 meses- SCRV
Ainda não definido pelo PNI qual será a estratégia de eventual segunda dose de varicela

3- Vacina tríplice acelular do adulto
Passará a ser recomendada às gestantes preferencialmente após a 20ª semana de gestação, podendo
ser administrada simultaneamente às outras vacinas indicadas na gestação, tais como vacinas contra
hepatite b e Influenza. Protegerá nossos bebês principalmente da Coqueluche, grave em recém nascidos.

VACINA PENTAVALENTE
A entrada da vacina batizada “pentavalente brasileira” tem gerado confusões quanto à composição
das vacinas, principalmente em crianças que fazem esquema de vacinação misto nos setores público e
privado. Portanto, consideramos pertinente frisar as diferenças de composição das vacinas
pentavalentes em uso atualmente no Brasil:

Vacina “pentavalente brasileira” – DTP + Hepatite B + Hib
Adotada pelo Ministério da Saúde do Brasil desde o segundo semestre de 2012, aplicada aos 2 e 4
meses de vida, com utilização simultânea em injeção separada da vacina inativada contra a poliomielite
( VIP-SALK). Aos 6 meses simultaneamente com a vacina oral contra poliomielite (VOP-SABIN)

Vacina pentavalente acelular - DTPa + SALK + Hib 
A vacina pentavalente acelular, disponibilizada já há vários anos no Brasil no setor privado,
quando combinada com a vacina contra hepatite B, constitui a vacina hexavalente .

Observação
As vacinas tríplice acelular do tipo adulto (dTpa) para gestantes e varicela aos 15 meses no
calendário infantil, na forma de tetravalente viral (SCRV), serão incluídas no PNI a partir do
segundo semestre de 2013.

Fonte: Informe CEDIPI

21/02/2014 | Categoria: Pediatria, Saúde, Vacinas | Palavras-chave:

Deixe uma resposta